Aproveitamos este espaço para homenagear dona Anésia, que para nós é a pessoa mais importante da tecelagem manual brasilleira.

É na simplicidade do lugar e da própria vida, que muitos moradores de Carmo do Rio
Claro mantêm o costume e as tradições
do tear manual.
A roca, a roda de madeira movida a pedal e usada para fazer a linha do tear, ainda trabalha (e muito) por lá.

Dona Anésia Rosalina Santos Freire, nos seus oitenta e tantos anos é uma das tecelãs mais antigas do município. Ou seja, sabe como ninguém tocar a ferramenta. Faz os fios com algodão ou lã de carneiro e procura manter esta arte bem viva.

Depois, ela segue para o tear. É hora de tramar o fio e preparar as peças. São toalhas, mantas e cobertores.

Dona Anésia Rosalina mostra habilidade
com as mãos e os pés. Tudo como antigamente, ofício que aprendeu desde menina, há 70 anos.

os tecelãos

Tapetes Artesanais em tear manual